O presidente Jair Bolsonaro (PL), acompanhado do advogado-geral da União, Bruno Bianco, disse a apoiadores que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai criar a “profissão” ladrão de celular, se for eleito.

“Nessa polarização, você tem que escolher um lado. Eu sei que eu tenho um montão de defeitos, mas perto do outro cara, pelo amor de Deus. Ele vai criar uma profissão nova: ladrão de celular”, afirmou o presidente.

A fala de Bolsonaro é em referência ao discurso do ex-presidente Lula em 9 de novembro de 2019 no Sindicato dos Metalúrgicos, em São Paulo.

“Eu não posso mais ver jovem de 14, 15 anos assaltando e sendo violentado, assassinado pela polícia, às vezes inocente ou às vezes porque roubou 1 celular”, disse Lula à época.

O chefe do Executivo criticou em outras ocasiões a declaração de Lula e já chegou a afirmar que “ladrão de celular tem que ir para o pau”.

Com informações do Poder 360

Advertisement