Connect with us

DESTAQUE

Anonimato, tabus e lucros: como é a vida de potiguares em sites de conteúdo adulto

Publicado

em

O que rola entre quatro paredes? Uma mão, um toque, uma dança, movimentos lentos, provocativos e repletos de sensibilidade. Ser tocado por outra pessoa e ter o corpo arrepiado em zonas erógenas são situações que o ser humano tem prazer em sentir. Além do gozar (literalmente) dessa sensação, o ato de ver o outro em ação e em momentos de intimidade também provoca reações e aguçamento dos sentidos. Nessa linha, seja por falta de emprego ou por um espaço alternativo para se expor sexualmente, a pandemia de coronavírus fez com que muitos passassem a se expor em troca de dinheiro, bem como tantos outros, por solidão, desejos e curiosidades,   tiveram interesse nesse conteúdo. No Only Fans, Privacy, entre outras plataformas, são vários os relatos de potiguares, homens e mulheres, que têm ganhado a vida vendendo conteúdo erótico na internet. Em alguns casos, o faturamento mensal pode chegar a R$ 40 mil.
A reportagem da TRIBUNA DO NORTE conversou com vários potiguares que estão nesses sites de venda de conteúdo adulto e constatou semelhanças e diferenças entre cada depoimento. Nos discursos, há unanimidade de que o trabalho de venda de fotos e vídeos é difícil, com tabus e preconceitos, bem como há necessidade de cuidados e resoluções acerca da identidade e aceitação pessoal com a exposição da vida íntima na internet. Há ainda o conhecimento das famílias acerca dos trabalhos. Em alguns casos, essas pessoas são as fontes de renda de seus parentes.
Em muitas situações, os potiguares preferem usar nomes alternativos para atrair e chamar a atenção dos seguidores e futuros clientes. “A Japa é uma personagem sensual, todo meu íntimo é ela. São pessoas diferentes”, afirma Japa Nordestina, 20 anos, criadora de conteúdo adulto desde os 18. Fundada em 2016 pelo britânico Tim Stokely, o OnlyFans tem produtores de conteúdo de todos os gêneros, idades, corpos e nacionalidades. Fotos sensuais, sem roupa, beijos, cenas de strip-tease e takes de sexo explícito são os tipos de conteúdo vendidos nas redes. Os criadores ficam com 80% dos valores, e o OnlyFans, 20%. O mesmo acontece com a Privacy, plataforma brasileira. No caso dos potiguares, os lucros variam entre R$ 2 mil e até R$ 40 mil por mês.
“Tem inúmeras formas de trabalhar. Alguns modelos preferem fotos sensuais, ou só foto do pinto, da bunda, algo mais artístico. Há nichos e nichos dentro de uma grande bolha”, explica o produtor de conteúdo digital, Ravy Lion, 26 anos.
Nessas plataformas, os usuários podem ter assinaturas de determinados modelos, pagando quantias que variam de R$ 50 a R$ 350. Por pagar em dólar, alguns preferem focar na rede Only Fans, tendo seguidores do mundo inteiro. Aliado a isso, há possibilidades de “shows” e conteúdos particulares para determinados usuários, com gorjetas.
Em pleno século XXI, com conteúdos adultos disponíveis em poucos cliques no celular, urge a pergunta: porquê as pessoas pagam por esse conteúdo? Alguns produtores remetem à Playboy, uma das principais revistas adulta do mundo, para lembrar que a busca pelo conteúdo é uma espécie de conexão do usuário com a pessoa do “outro lado”.
“Acredito que as pessoas compram porque tem a blogueira, a youtuber, que se acompanha todos os dias nos stories. Então eu acho que dá curiosidade para saber como é aquela pessoa no íntimo. E no pornô, é uma pessoa aleatória. Acredito que é isso que gera mais desejo, essa curiosidade. E é algo mais amador, estou no meu quarto né?” acrescenta Japa Nordestina.
Preconceitos e tabus
Apesar do tema ser cada vez mais abordado na mídia e a própria facilidade de obtenção de informações sobre sexo e vários tabus quebrados ao longo das últimas décadas, a exposição e o conteúdo erótico  na internet ainda são assuntos que geram controvérsias e debates entre sexólogos, psicólogos e terapeutas.
Para quem lida com essas plataformas de conteúdo erótico, há ainda a dificuldade de se deparar com preconceitos e os boatos de se  estar exposto na internet. Há relatos também de ameaças pelo conteúdo criado.
“No início, aconteceu de ter exposição, vazarem conteúdos. Cheguei a dar um tempo por 3 a 4 meses porque tive depressão forte. Sofri perseguição, não foi só a explanação do conteúdo. Me ameaçaram. Me cuidei e logo depois voltei, porque gosto de trabalhar com isso, no final das contas”, conta a natalense Irelia Nafsuk, 23 anos, que recebeu ameaças após investir em equipamentos e reajustar preços dos seus conteúdos.
Os vazamentos das imagens íntimas sem autorização é um grande problema para os criadores de conteúdo adulto. “Tem vídeo meu em vários outros sites pornôs. Não tem como controlar, é muito chato, porque é meu conteúdo, me esforço pra fazer todos os dias, vem alguém, assina e rouba pra vender”, lamenta Japa Nordestina.
Japa Nordestina, 20 anos 
“Vendo conteúdo, mas não sou atriz pornô. É tudo real”
A morena Japa Nordestina, pseudônimo para a baiana de 20 anos radicada em Natal desde os 10, sempre gostou de gravar vídeos e se mostrar para o mundo. Tanto que, aos 18 anos, assinou contrato com uma produtora de conteúdos adultos e ingressou de vez no mercado erótico. Há sete meses, resolveu atuar sozinha e investir no  próprio conteúdo, em sites como Privacy e Telegram. Ela está em processo de regularização de documentos para poder entrar no Only Fans.
“Sempre gostei muito de fazer vídeos sozinha, me gravar e me ver. Sou muito exibicionista. Por quê não vender esse conteúdo?”,  explica. “Comecei fazendo fotos sensuais, calcinha e sutiã, e pensei em mostrar meu íntimo real. Fiz vídeos sozinha, comecei a namorar e faço vídeos com meu namorado. Fazemos todo tipo de vídeo, masturbação, fetiche, tem tudo”, explica.
Japa Nordestina foi um apelido dado por um dos participantes à época em que a produtora estava associada a um portal. Ela se diz uma mulher bem resolvida com os preconceitos e tabus que a atividade gera. A família sabe da profissão da Japa e a apoia, alem de lidar bem com a exposição da imagem.
“Recebo muitas mensagens, perguntando se faço programa, quanto cobro. Isso é muito voltado para o machismo, as pessoas têm isso de querer vincular uma coisa com a outra porque somos  independentes. O problema das pessoas e das mulheres que criticam a gente, é porque falta coragem para fazer a mesma coisa. Isso incomoda, sermos tão livres”, revela. “Sempre fui muito aberta em relação a sexo, que é algo natural. Tem as pessoas que criticam, pelo menos faço e ganho dinheiro”, diz.
Ravy Lion, 26 anos 
“A vida da gente não é só sexo”
Ravy Lion, 26 anos, se viu com dificuldades financeiras quando foi demitido do seu antigo trabalho há pouco mais de um ano. Com habilidades e o gosto em mostrar seu corpo, além de gravar vídeos com parceiros, pensou: “porquê não ganhar dinheiro com isso?”. Antes, Ravy fazia vídeos sem rosto, algo mais “amador”. Há um ano, o potiguar natural de Brejinho começou a vender conteúdos em redes como Only Fans, Privacy, On Now Play, entre outras.  Com os recursos, mantém sua renda e a de sua família.
Tiago Rocha
Ravy Lion, de 26 anos, começou a explorar o conteúdo adulto após perder o emprego

Ravy Lion, de 26 anos, começou a explorar o conteúdo adulto após perder o emprego

“Fiz uma conta no Twitter e comecei a postar prévias, pedaços, mas sem mostrar o rosto. Era algo mais por esporte. A conta começou a crescer, recebi muita denúncia, porque rola isso. Não tinha como me divulgar e fui para o Only Fans. E pensei: agora vou ter que mostrar a cara. Foi meu plus, é algo a mais”, esclarece.
Ravy comenta que a maioria do público é o LGBTQI+. Sua produção de conteúdo consiste em fotos sensuais e vídeos de sexo explícito. Ravy conta que já chegou a fazer serviços de acompanhante com fãs, tanto em Natal quanto em outras cidades do Nordeste. “Abraço todas as possibilidades que a exposição me dá”.  A principal dificuldade do trabalho com conteúdo digital, segundo Ravy, é encontrar pessoas que estejam dispostas a gravar com ele. Para ele, há um certo conservadorismo no Estado.
“Como eu trabalho mais com cenas e divisão de holofotes, a questão de encontrar modelos e pessoas para fazer o conteúdo. Até tem. Eu evito o rolé da burocracia, mas aqui (no RN) não tem tantos modelos. Fui lá no Rio e tem comunidades, casas drag, existe uma irmandade de atores que criam conteúdo. Aqui em Natal não, que é um grande interior, então o pessoal é mais cada um no seu cantinho, não querem se misturar. Lá no Rio as pessoas são bem mais abertas”, cita.
Irelia Nafsuk, 23 anos:
 “Conquistei minha independência financeira”
Antes mesmo do “boom” de plataformas de conteúdo adulto, a potiguar Irelia Nafsuk, 23 anos, já trabalhava com produção de conteúdo erótico desde os 18 anos. “Surgiu como um hobbye pra mim, porque sempre gostei de fazer fotos sensuais e até mesmo fotos nuas para mandar para as pessoas. As sensuais eu gostava para mim mesmo, pelo empoderamento”, lembra.
A popularidade nas redes sociais acabou por criar influência e gerou pedidos para que Irelia começasse a monetizar suas produções. “Como eu só postava foto sensual, tinha muita demanda de curiosidades se eu começasse a vender esse conteúdo”, lembra.
Há cerca de um ano, Irelia está em plataformas como Only Fans, Privacy e S2 Vips. Entre os conteúdos, ela posta vídeos de exibicionismo e material erótico. No início, vendia fotos do corpo e sem mostrar o rosto, mas acabou “adquirindo confiança e vontade” posteriormente. “Depois de cinco meses trabalhando com isso, comecei a morar sozinha. Conquistei minha independência financeira”, cita, falando que a mãe começou a entender sua ocupação após essa mudança.
“Pra uma pessoa trabalhar com isso,  tem que entender que há esse risco do vazamento de conteúdo. No início nunca estamos preparados, é sempre um baque quando acontece. O começo foi bem difícil, principalmente com questão de família. Nunca fui muito de me importar, mas com meus parentes foi algo mais complicado”, conta Irelia.
Site do RN reúne influencers em conteúdo sexual
O avanço de produção de conteúdo adulto na internet, com o uso de redes sociais como Instagram e do Twitter, fez com que três amigos do Rio Grande do Norte criassem uma plataforma para reunir influenciadoras da web e monetizar as produções. Criada há dois anos, o  California TV é um site adulto potiguar, que reúne mulheres e atrizes, em sua maioria, de São Paulo.
De acordo com o potiguar Caio César Max, roteirista e diretor de marketing, a produção surgiu a partir de observações de influencers no Instagram que tinham muitas visualizações e não tinham retorno financeiro com a produção.
“Nós víamos essas meninas fazendo vídeos no Instagram e dava um número considerável de visualizações. Eram vídeos das meninas seminuas e de graça. E pensamos em fazer um conteúdo bem feito para esses seguidores e começamos a explorar. Temos uma vertente mais artística, algo mais de vlog. Tem quadros, roteiros. Nosso site é mais sensual, tem dicas de sexo. Não tem sexo entre homem e mulher”, explica.
Uma das ações da California TV é gerar materiais com ensaios, entrevistas, viagens e curiosidades do mundo sexual. Mesmo sendo um conteúdo erótico, não há sexo explícito entre as 15 atrizes com contrato assinado com a plataforma. O diretor aponta ainda motivos para que os usuários acessem a plataforma, mesmo com milhões de sites gratuitos disponíveis na internet. “É uma espécie de conexão que se cria. Se paga muito para ver aquela pessoa específica”, aponta.
Tribuna do Norte

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DESTAQUE

Mandante de roubo em lotérica no interior do RN é preso; assaltantes morrem em confronto

Publicado

em

Policiais civis da 8ª Delegacia Regional de Alexandria (8ª DR) prenderam, na tarde de quinta-feira (23), um homem investigado por ser o mandante de uma tentativa de roubo em uma lotérica localizada no município de Alexandria, no Oeste potiguar. Durante as demais diligências na noite de ontem (23), a Polícia Civil ainda localizou a dupla responsável pela tentativa de assalto, que não se rendeu e reagiu, o que fez com que a equipe policial tivesse que agir a fim de cessar a injusta agressão. 

Segundo as investigações, na manhã de quinta-feira (23), com uma motocicleta Bros, de cor vermelha, dois indivíduos da cidade de Mossoró chegaram à casa lotérica para realizar o assalto, causando pânico entre os presentes. Em uma ação rápida, eles atearam fogo, ameaçaram os funcionários, os clientes e depois fugiram sem o dinheiro, pois não conseguiram acesso à parte interna do estabelecimento. As Polícias Civil e Militar foram acionadas após uma denúncia de um funcionário que conseguiu escapar. 

Já na tarde de quinta-feira (23), as equipes da 8ª DR e da PMRN localizaram e prenderam o mandante do crime, que contratou a dupla para roubar a lotérica devido a uma dívida com uma facção local. Já os suspeitos da prática do assalto foram encontrados em um sítio próximo ao município de Tenente Ananias, na posse de duas armas de fogo, por volta das 22h30, de quinta-feira (23). Eles receberam voz de prisão e reagiram contra os policiais. 

O suspeito detido, Guilherme Nobre Sarmento, conhecido como Guila, foi preso em flagrante por tentativa de roubo com uso de explosivos e armas de fogo, além de outras qualificadoras do crime. 

A ação contou com o trabalho integrado de todas as delegacias municipais que compõem a 8ª Delegacia Regional de Alexandria, da Polícia Militar do RN e da Polícia Militar da PB. 

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima por meio do Disque Denúncia 181.

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

DESTAQUE

Prefeitura de São Gonçalo inaugura mais um equipamento para a educação, Escola Municipal Aida Gomes Bezerra em Rio da Prata*

Publicado

em

 

A Prefeitura de São Gonçalo do Amarante inaugurou, nesta sexta-feira (24), a Escola Municipal Aida Gomes Bezerra, no loteamento Cidade Arvoredo, em Rio da Prata, na zona rural de São Gonçalo do Amarante. Serão mais 300 vagas de Ensino Fundamental Anos Iniciais disponibilizadas aos são-gonçalenses na rede municipal de ensino.

A escola já encontra-se em funcionamento, atualmente com 100 alunos matriculados.

A construção da escola em Rio da Prata foi viabilizada graças à parceria da Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Amarante com a iniciativa privada, a empresa MB Empreendimentos.

A gestão do prefeito Eraldo Paiva já entregou escolas ampliadas e reformadas em todos os cantos da cidade, além de estar construindo a Escola 1º de Maio, em Jardim Lola.

“Investir em Educação é uma das prioridades da nossa gestão. Estamos construindo, reformando e ampliando escolas. Entregamos fardamento novo e garantimos merenda todos os dias aos cerca de 14 mil alunos, além de valorizar os professores”, ressalta o prefeito.

Foram ampliados o CMEI Padre Thiago Theissen, no Bairro Jardins (mais 100 vagas); o CMEI Profª. Aida dos Santos Conceição, em Jardim Lola (mais 200 vagas); e a Escola Municipal Dom Joaquim de Almeida, no Centro (mais 240 vagas). Somando, são 840 novas vagas ofertadas pela gestão Eraldo Paiva.

Outras escolas passaram por reforma no governo atual: E.M. Cantinho do Saber, no Novo Santo Antônio; E.M. Jessica Debora, em Guanduba; E.M. Dr. Roberto B. Freire, em Santo Antônio do Potengi; CMEI Hamilton Santiago Júnior, no Amarante; ⁠E.M. Lauro Pinheiro da Costa, em Riacho do Meio; ⁠e E.M. 1º Grau Prof. Lauriete Varela da Silva, em Passagem da Vila.

Atualmente, estão sendo reformadas outras duas escolas: E.M. Jonas Escolástico, em Olho D’Água do Carrilho; e ⁠E.M. Maria de Lourdes de Lima, no Bairro Jardins.

Continue lendo

DESTAQUE

Ex-Raimundos diz que ele e esposa sofreram abusos de pastores em igreja

Publicado

em

Rodolfo Abrantes disse que ele e sua esposa, Alexandra Abrantes, sofreram abusos de pastores da igreja Bola de Neve de Balneário Camboriú, em Santa Catarina.

O ex-membro dos Raimundos explicou que os abusos aconteceram há 13 anos, mas ele decidiu expor agora. Ele disse que decidiu relatar o ocorrido com ele e Alexandra após ex-fiéis da igreja alegarem que pastores da Bola da Neve estariam, supostamente, desviando recursos da igreja.

Rodolfo e Alexandra Abrantes congregaram na Bola de Neve de Balneário Camboriú entre 2004 e 2011, quando deixaram a igreja.

Ele disse ter adquirido “traumas que demoram demais para curar e ainda doem”. “Em razão de não ter anunciado à época a nossa saída, muitas pessoas, principalmente na nossa cidade, ainda acham que estamos lá. Eu e minha esposa não temos conhecimento, nem compactuamos de absolutamente nada que tenha sido feito por meio da liderança desde 2011, quando saímos.”

Rodolfo contou que ele foi acusado por pastores de ter uma dívida com o selo musical da igreja, mas que conseguiu comprovar sua inocência. “Minha esposa foi chamada de Jezabel para baixo, fui acusado de uma dívida com o selo musical da igreja (o que através de uma prestação de contas foi comprovado que eu não devia nada), tudo isso, talvez com o intuito de se preservar e manter esse sistema funcionando. A situação se tornou insustentável diante dos escândalos que vieram à tona nos últimos dias.”

O artista afirmou se entristecer por essa situação da Bola de Neve, pois, mais uma vez, homens em nome de Jesus, O representam mal. “Oro pelas pessoas que de alguma forma foram feridas, para que elas guardem a fé. Também peço perdão àqueles que de alguma forma possam ter sido influenciados por mim, direta ou indiretamente, a se submeter a uma liderança como essa.” O desabafo do artista foi publicado em seu perfil no Instagram.

Igreja Bola de Neve lamentou a fala de Rodolfo e afirmou que sempre trabalhou de forma “transparente e honesta”. “Como ministério, a Igreja Bola de Neve está se esforçando para ser aperfeiçoada em gestão, base doutrinária, capacitação de obreiros e, principalmente, no temor a Deus.” Leia o comunicado na íntegra a seguir.

Comunicado da Igreja Bola de Neve

A Igreja Bola de Neve lamenta profundamente o descontentamento e a repercussão de notícias e matérias nas mídias sociais que expõem o desagrado de pessoas que já frequentaram a instituição.

Ao longo dos 25 anos de atuação do ministério e com mais de 500 igrejas espalhadas no Brasil e no mundo, os trabalhos sempre foram feitos em uma conduta transparente e honesta para que o resultado final fosse a transformação da sociedade.

O coração e as obras de todos continuam iguais: servir a Deus e à comunidade da melhor forma possível.

Como ministério, a Igreja Bola de Neve está se esforçando para ser aperfeiçoada em gestão, base doutrinária, capacitação de obreiros e, principalmente, no temor a Deus.

Quem perde neste cenário tão triste são milhares de pessoas que já foram ou teriam a chance de serem transformadas pelo poder de Deus.

Com informações do UOL

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

DESTAQUE

Bombeiros do RN recebem cartas de agradecimento no RS

Publicado

em

Os militares do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte que estão atuando no Rio Grande do Sul nas atividades de busca por desaparecidos e monitoramento de áreas críticas, além do transporte de moradores, foram surpreendidos com o recebimento de cartas e bilhetes de agradecimento pelo serviço prestado.

“Mesmo em meio ao caos que continua por aqui, vemos sorrisos e palavras de gratidão. Esse é o nosso combustível: poder ajudar quem mais precisa é algo divino e que nos move a vencer toda e qualquer circunstancia”, disse o tenente-coronel, Moises, comandante do Grupamento de Busca com Cães, do CBMRN, sobre o sentimento ao receber essa demonstração de carinho.

Ainda não há previsão de volta dos militares que foram auxiliar na força tarefa no RS. O conselho dos comandantes gerais dos Corpos de Bombeiros do Brasil, LIGABOM, é quem está gerenciando a crise com os demais órgãos competentes.

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

DESTAQUE

Ministro destaca queda acentuada da insegurança alimentar no Brasil

Publicado

em

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, atribuiu à valorização do salário mínimo e do Bolsa Família a saída de mais de 20 milhões de pessoas da situação de fome no ano de 2023. O número de pessoas com insegurança alimentar e nutricional grave no Brasil recuou de 33,1 milhões em 2022 para 8,7 milhões em 2023, passando de 15,5% da população para 4,1%, uma queda de 11,4 pontos percentuais.

“O presidente Lula voltou a colocar o combate à fome como prioridade absoluta de seu governo. Isso reflete em políticas concretas como o aumento do salário mínimo, do Bolsa Família e dos recursos para alimentação escolar, que há seis anos não tinha reajuste, a criação do programa federal das cozinhas solidárias. São políticas que voltam a partir da aprovação no Congresso Nacional”, disse Padilha. O ministro participou, nesta sexta-feira (24), da reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social Sustentável, conhecido como Conselhão, que promoveu o evento Diálogos sobre Estratégias de Combate à Fome no Brasil, no Rio de Janeiro.

Padilha informou que, no início de junho, haverá reunião entre os grupos de trabalho do Conselhão de combate à fome e da reforma tributária na Câmara dos Deputados. O objetivo será discutir como a regulamentação da reforma tributária pode ajudar ainda mais no combate à insegurança alimentar.

“Foi um avanço muito importante na reforma tributária colocar a criação da cesta básica nacional, a isenção de impostos para a cesta básica nacional e agora na regulamentação, a gente pode incentivar ainda mais o combate à fome, a alimentação saudável, a agricultura familiar. Você tem um incentivo tributário também”, disse o ministro.

A secretária extraordinária de Combate à Pobreza e à Fome do Ministério do Desenvolvimento Social, Valéria Burity, disse que, dos 8,7 milhões de pessoas que passam fome, 7 milhões estão em áreas urbanas. “A gente associa essa queda a uma política econômica que gera emprego, reduz desigualdade, controla a inflação e as políticas sociais, novo Bolsa Família, valorização do salário mínimo.”

Segundo Valéria, a meta é sair do Mapa da Fome até 2030. “A fome é mais prevalente no Norte e no Nordeste. Está mais presente em domicílios chefiados por mulheres negras com crianças e adolescentes. Seis estados concentram mais de 60% dos domicílios em insegurança alimentar grave, o que nos ajuda a direcionar as políticas públicas”.

O Conselhão é responsável pelo assessoramento do presidente da República na formulação de políticas e diretrizes destinadas ao desenvolvimento econômico social sustentável. Além de elaborar indicações normativas, propostas políticas e acordos de procedimento, o conselho aprecia propostas de políticas públicas voltadas ao desenvolvimento econômico social sustentável, e articula as relações do governo federal com os representantes da sociedade civil, e aos mais diversos setores que estão representados no colegiado. 

Fonte: Agência Brasil

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

DESTAQUE

7 pessoas viram rés por abertura de esmalterias no RN com dinheiro de explosões de caixas eletrônicos; confira

Publicado

em

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) ofereceu, e a Justiça recebeu, denúncia contra sete pessoas suspeitas de participarem de um esquema de lavagem de dinheiro envolvendo a abertura de esmalterias no Estado. A denúncia é fruto da operação Grammer, deflagrada em abril deste ano. Agora considerados réus, os denunciados responderão a uma ação penal.

De acordo com as investigações do MPRN, entre os anos de 2017 e 2020, foram movimentados mais de R$ 7 milhões nas contas bancárias dos empreendimentos de beleza, cujos valores decorreram, em parte, de atividades criminosas relacionadas a tráfico de drogas, furto qualificado e sonegação fiscal.

As investigações revelaram que o financiamento para a abertura de, pelo menos, quatro esmalterias nas cidades de Natal e Parnamirim tem origens ilícitas, vinculadas a explosões de caixas eletrônicos, tráfico de drogas e sonegação fiscal. Ao receber a denúncia, a Justiça registrou que a peça acusatória veio acompanhada de provas sobre a materialidade e autoria dos fatos, o que demonstra a justa causa para o início da ação penal.

Operação

A operação Grammer foi deflagrada no dia 25 de abril de 2024 e o nome faz referência a influenciadores digitais que utilizam das mídias sociais para angariar seguidores e divulgar seus produtos e serviços. Na época da operação, já haviam sido aplicadas medidas restritivas aos denunciados, incluindo o uso obrigatório de tornozeleiras eletrônicas para a empresária e a mãe dela, retenção de passaportes e a proibição de deixar Natal.

Portal da Tropical

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

DESTAQUE

Brasileiro feito refém pelo Hamas tem corpo recuperado pelo exército israelense

Publicado

em

O Exército israelense anunciou nesta sexta-feira (24) que recuperou os corpos de três reféns sequestrados em outubro de 2023 pelo grupo palestino Hamas. Entre eles está o brasileiro Michel Nisembaum, de 59 anos.

Os corpos foram recuperados durante a madrugada, numa operação conjunta do Exército e dos serviços secretos de Israel em Jabaliya, no norte da Faixa de Gaza. Os outros dois reféns foram identificados por autoridades israelenses como Orión Hernández Radoux, de 30 anos, Hanan Yablonka, de 42 anos.

Nas redes sociais, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou a morte do brasileiro e disse que o governo segue engajado nos esforços para que todos os reféns mantidos pelo Hamas sejam libertados.

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

DESTAQUE

Suspeita de jogar ácido em mulher em saída de academia é presa no PR

Publicado

em

Foi presa na manhã desta sexta-feira (24/5) uma mulher suspeita de jogar ácido em Isabelly Aparecida Ferreira Moro, 23 anos, em uma rua de Jacarezinho (PR). A vítima saía da academia.

A jovem segue internada em estado grave.

Segundo a Polícia Militar, a mulher foi localizada após ela mesma acionar a polícia afirmando que estava sendo perseguida por quatro homens. Quando questionada sobre o motivo para a perseguição, ela não soube explicar.

A abordagem ocorreu por volta das 5h no pátio de um hotel. Os policiais acharam a situação suspeita e perguntaram à mulher se ela estaria envolvida no caso de Isabelly. Ela admitiu ter jogado o produto químico por ciúmes do ex-marido.

A mulher teria relatado aos PMs que, supostamente, Isabelly teria um relacionamento com o ex-companheiro da suspeita, que está preso.

Ataque filmado
De acordo com a Polícia Militar, a jovem teve queimaduras no rosto, no peito e na boca. No momento do ataque, ela ainda ingeriu parte do líquido, o que agravou o quadro de saúde. A jovem está internada no Hospital Universitário de Londrina (HU).

Câmeras de segurança registraram Isabelly momentos antes de ser atacada. Na cena seguinte, ela aparece pedindo ajuda.

Metrópoles

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

DESTAQUE

Serra Negra: pré-candidato a prefeito, Acácio Brito, fatura cerca de 250 mil reais em leilão de animais

Publicado

em

O pré-candidato a prefeito em Serra Negra do Norte, Acácio Brito, realizou o primeiro leilão de animais da sua fazenda. Acácio, é proprietário da fazenda São Francisco, no município de Pureza/RN. Ele é um dos maiores criadores de gado da raça gir leiteiro do Nordeste.

O leilão aconteceu ontem, quinta-feira (23), e foi um sucesso total, com faturamento em torno de 250 mil reais.

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

DESTAQUE

PF deflagra megaoperação em combate a empresas clandestinas de segurança

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (23), a Operação Segurança Legal VIII em todas as suas unidades no país, com exceção do Rio Grande do Sul em razão das enchentes. Na ação, mais de 460 policiais federais realizaram fiscalização de combate a empresas clandestinas de segurança privada.

A operação ocorreu em 25 capitais, além do Distrito Federal, e nas 96 unidades descentralizadas da Polícia Federal no país e visa encerrar a atividade de empresas que executam segurança privada sem autorização da Polícia Federal. Cerca de 500 estabelecimentos, entre casas noturnas, comércios, condomínios e outros, foram submetidos às ações fiscalizatórias.

No Rio Grande do Norte, foram cumpridos 13 mandados, sendo quatro em Natal e nove em Mossoró. Durante a operação, homem foi preso no município de Doutor Severiano, em decorrência de um mandado de prisão em aberto.

Operação

Desde 2017, a Polícia Federal vem realizando essa operação de âmbito nacional, coordenada pela Divisão de Controle e Fiscalização de Segurança Privada – DICOF/CGCSP/DIREX/PF e deflagrada pelas Delegacias de Controle de Segurança Privada – DELESP nas capitais e pelas Unidades de Controle e Vistoria nas Delegacias Descentralizadas.

A contratação desses serviços de segurança privada coloca em risco a integridade física de pessoas e o patrimônio dos contratantes, já que os “seguranças” clandestinos não se submetem ao controle da Polícia Federal quanto aos seus antecedentes criminais, formação, aptidão física e psicológica. Além disso, as empresas que atuam na clandestinidade não observam os requisitos mínimos de funcionamento previstos na legislação. No Brasil, somente empresas de segurança privada autorizadas pela PF podem prestar serviços e contratar vigilantes.

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

Populares