Connect with us

DESTAQUE

IBGE prevê safra de 261,7 milhões de toneladas para 2022

Publicado

em

Em agosto, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas estimada para 2022 deve totalizar 261,7 milhões de toneladas, 3,3% maior que a obtida em 2021 e 0,7% abaixo da informação de julho. A área a ser colhida é de 73,0 milhões de hectares, 6,5% maior que em 2021 e 0,1% maior que o previsto em julho. A estimativa é do IBGE.

O arroz, o milho e a soja, os três principais produtos deste grupo, somados, representam 91,5% da estimativa da produção e respondem por 87,1% da área a ser colhida. Frente à 2021, houve acréscimos de 9,8% na área do milho (aumento de 7,7% no milho 1ª safra e de 10,5% no milho 2ª safra). A produção nacional de milho, em 2022, deve alcançar novo recorde. Também houve aumento de 17,7% na do algodão herbáceo (em caroço), de 4,7% na da soja e de 9,0% na do trigo. Por outro lado, houve queda de 2,6% na área do arroz.

A estimativa de agosto para a soja foi de 118,8 milhões de toneladas e a do milho foi de 109,9 milhões de toneladas (25,8 milhões de toneladas de milho na 1ª safra e 84,1 milhões de toneladas de milho na 2ª safra). A produção do arroz foi estimada em 10,6 milhões de toneladas; a do trigo em 9,7 milhões de toneladas e a do algodão, em 6,7 milhões de toneladas.

A estimativa da produção de cereais, leguminosas e oleaginosas apresentou variação anual positiva para quatro Grandes Regiões: a Centro-Oeste (11,4%), a Norte (11,0%), a Sudeste (10,8%), a Nordeste (10,3%), e negativa para a Sul (-14,6%). Quanto à variação mensal, apresentou aumento a Região Norte (2,1%), enquanto as demais apresentaram declínio: a Centro-Oeste (-0,4%), a Sul (-1,3%), a Nordeste (-0,3%) e a Sudeste (-1,9%).

Mato Grosso lidera como o maior produtor nacional de grãos, com participação de 30,8%, seguido pelo Paraná (13,2%), Goiás (10,3%), Rio Grande do Sul (9,8%), Mato Grosso do Sul (8,1%) e Minas Gerais (6,5%), que, somados, representaram 78,7% do total nacional. Com relação às participações das regiões brasileiras, tem-se a seguinte distribuição: Centro-Oeste (49,6%), Sul (25,1%), Sudeste (10,4%), Nordeste (9,7%) e Norte (5,2%).

Destaques na estimativa de agosto de 2022 em relação ao mês anterior

Em relação ao mês anterior, houve aumento nas estimativas da produção da batata-inglesa 3ª safra (6,3% ou 59 799 t), da cevada (3,3% ou 16 600 t), do café canephora (2,5% ou 26 796 t), do feijão 3ª safra (0,9% ou 5 825 t), do milho 1ª safra (0,4% ou 90 770 t), do trigo (0,2% ou 15 299 t), da aveia (0,1% ou 1 300 t), da soja 0,1% ou 61 266 t), do café arábica (0,0% ou 854 t), e declínio do sorgo (-8,6% ou -255 695 t), do milho 2ª safra (-1,9% ou -1 653 420 t), do feijão 1ª safra (-1,5% ou -16 288 t), da castanha-de-caju (-1,1% ou -1 352 t), do feijão 2ª safra (-0,7% ou -9 348 toneladas), da batata-inglesa 2ª safra (-0,5% ou -6 572 t) e da batata-inglesa 1ª safra (-0,2% ou -3 922 toneladas).

Entre as Grandes Regiões, o volume da produção de cereais, leguminosas e oleaginosas apresentou a seguinte distribuição: Centro-Oeste, 129,8 milhões de toneladas (49,6%); Sul, 65,6 milhões de toneladas (25,1%); Sudeste, 27,2 milhões de toneladas (10,4%); Nordeste, 25,4 milhões de toneladas (9,7%) e Norte, 13,6 milhões de toneladas (5,2%).

As principais variações positivas nas estimativas da produção, em relação ao mês anterior, ocorreram em Rondônia (273 222 t), no Acre (11 501 t), no Maranhão (9 991 t), no Rio Grande do Norte (4 829 t) e no Rio de Janeiro (7 t). As principais variações negativas ocorreram no Paraná (-865 300 t), em Goiás (-559 010 t), em Minas Gerais (-532 786 t), no Ceará (-70 185 t), em Alagoas (-24 753 t), no Espírito Santo (-30 t e no Piauí (-10 t).

BATATA-INGLESA – A oitava estimativa da produção da batata-inglesa, considerando-se as três safras do produto, foi de 3,9 milhões de toneladas, alta de 1,3% em relação a julho em função do crescimento de 1,6% no rendimento médio. Em relação à 2021, a estimativa da produção nacional de batata-inglesa caiu 4,6%. Minas Gerais é o maior produtor nacional, com uma produção de 1,3 milhão de toneladas, o que representa 32,9% do total.

A 1ª safra, que deve contribuir com 43,1% do total de batata a ser produzida no ano, apresenta um declínio de 0,2% frente ao mês anterior. A produção foi estimada em 1,7 milhão de toneladas. A 2ª safra, que representa 31,5% da produção total, foi estimada em 1,2 milhão de toneladas, 0,5% menor que a estimativa de julho. A estimativa da produção da 3ª safra foi de 1,0 milhão de toneladas, crescimento de 6,3% em relação ao mês anterior.

CAFÉ (em grão) – A estimativa da produção brasileira de café para 2022, considerando-se as duas espécies, arábica e canephora, foi de 3,2 milhões de toneladas, ou 53,7 milhões de sacas de 60 kg, crescimentos de 0,9% em relação ao mês anterior, e de 9,6% em relação a 2021. O rendimento médio, de 1 739 kg/ha, por sua vez, aumentou 8,2% no comparativo anual.

Para o café arábica, a produção estimada foi de 2,1 milhões de toneladas, ou 35,1 milhões de sacas de 60 kg, crescimento de 9,7% em relação ao ano anterior. Em 2022, a safra do café arábica foi de bienalidade positiva, o que deveria resultar em aumento expressivo da produção. Contudo, o clima seco e excessivamente frio do inverno de 2021 reduziu o potencial esperado.

Para o café canephora, mais conhecido como conillon, a estimativa da produção foi de 1,1 milhão de toneladas, ou 18,6 milhões de sacas de 60 kg, aumento de 2,5% em relação ao mês anterior e de 9,4% em relação a 2021.

CASTANHA-DE-CAJU (amêndoa) – A estimativa da produção, para 2022, foi de 121,7 mil toneladas, declínio de 1,1% em relação a julho e alta de 9,9% em relação a 2021, havendo crescimento de 10,8% no rendimento médio, nesse comparativo. Esse crescimento da produção se deve à maior disponibilidade de chuvas em 2022.

CEREAIS DE INVERNO (em grão) – Os principais cereais de inverno produzidos no Brasil são o trigo, a aveia branca e a cevada. A estimativa da produção do trigo foi de 9,7 milhões de toneladas, crescimento de 0,2% em relação ao mês anterior e aumento de 24,1% em relação a 2021, com o rendimento médio devendo alcançar 3 201 kg/ha, crescimento de 13,8%.

A estimativa da produção da aveia foi de 1,2 milhão de toneladas, com altas de 0,1% ante o mês anterior e de 13,8% em relação a 2021. Para a cevada, a produção estimada foi de 516,4 mil toneladas, aumento de 3,3% frente ao mês anterior e de 18,2% em relação à 2021. Os maiores produtores são Paraná e Rio Grande do Sul que representam 96,6% do total nacional.

FEIJÃO (em grão) – A estimativa da produção de feijão, considerando-se as três safras, foi de 3,1 milhões de toneladas. Essa estimativa é 0,6% menor que a do mês anterior. A produção é suficiente para atender ao consumo do mercado interno do País.

A 1ª safra de feijão foi estimada em 1,1 milhão de toneladas, decréscimo de 1,5% frente à estimativa de julho. Essa 1ª safra representa 36,1% do total de feijão produzido no País.

A 2ª safra de feijão foi estimada em 1,3 milhão de toneladas, declínio de 0,7% frente à estimativa de julho. A área a ser colhida foi reduzida em 1,2%, enquanto o rendimento médio aumentou 0,5%, para 1 172 kg/ha. Esta 2ª safra representa 42,5% do total de feijão produzido no País, tornando-se, portanto, a principal.

Com relação à 3ª safra de feijão, a estimativa de produção foi de 655,4 mil toneladas, aumento de 0,9% frente à estimativa de julho, com a área a ser colhida crescendo 2,8% e o rendimento médio diminuindo em 1,8%, para 2 778 kg/ha.

MILHO (em grão) – A estimativa para a produção de milho foi de 109,9 milhões de toneladas, declínio de 1,4% em relação ao mês anterior e alta de 25,2% ante 2021, ou 22,1 milhões de toneladas a mais. Diferentemente do ano anterior, em 2022, o clima contribuiu para as lavouras da 2ª safra, notadamente para o milho, em função do adiantamento da colheita da soja.

Para o milho 1ª safra, a estimativa é de uma produção de 25,8 milhões de toneladas, aumento de 0,4% em relação ao mês anterior. Em agosto, comparativamente ao mês anterior, houve crescimento nas estimativas de produção de Goiás (7,1%), do Rio Grande do Norte (15,1%) e de Rondônia (21,7%), e declínio no Paraná (-0,4%).

Para o milho 2ª safra, a estimativa da produção foi de 84,1 milhões de toneladas, declínio de 1,9% em relação ao mês anterior, contudo um crescimento de 35,3% em relação a 2021, com aumento de 8,5% na área plantada e de 10,5% na área a ser colhida. O rendimento médio anual apresenta um crescimento de 22,5% (5 309 kg/ha). A produção brasileira de milho na 2ª safra é recorde da série histórica do IBGE, sendo resultado do aumento dos investimentos na cultura, motivada pelos excelentes preços do produto e pelo clima.

SOJA (em grão) – A produção nacional manteve-se em 118,8 milhões de toneladas, estimativa que representa aumento mensal de 0,1%, contudo retração de 11,9% em comparação a obtida no ano anterior, com queda de 15,9% no rendimento médio. Os impactos da prolongada estiagem nas regiões Centro–Sul refletiram na produção da soja brasileira em 2022. A área colhida também se manteve em 40,8 milhões de hectares, aumentos de 0,1% em relação ao mês anterior e de 4,7% na comparação com 2021. A participação da soja no volume total de cereais, leguminosas e oleaginosas do País, em 2022, foi de 45,4%, o maior peso no grupo.

SORGO (em grão) – A estimativa da produção em agosto foi de 2,7 milhões de toneladas, queda de 8,6% em relação ao mês anterior. Houve redução de 9,0% no rendimento médio, enquanto a estimativa de área a ser colhida apresentou crescimento de 0,4% no comparativo. O rendimento médio foi de 2 710 Kg/ha.

IBGE

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DESTAQUE

Polícia Civil prende homem por manter companheira e três filhos em cárcere privado em Santa Cruz

Publicado

em

Policiais civis da 80ª Delegacia de Santa Cruz (80ªDP) prenderam um homem, de 26 anos, investigado pelo crime de cárcere privado, ameaça e lesão corporal contra sua companheira. A prisão em flagrante do suspeito aconteceu na tarde da última quarta-feira (12), na cidade de Santa Cruz/RN.

As investigações tiveram início após a Polícia Civil receber informações de que uma mulher, de 32 anos, e seus três filhos, estavam sendo mantidos em cárcere privado pelo companheiro. Segundo relatos, a vítima só saía de casa na presença do suspeito e já teria sido vítima de ameaças e agressões anteriores.

Diante da gravidade da situação, a vítima, do estado da Bahia, expressou o desejo de retornar ao seu estado de origem, porém, era impedida pelo companheiro e temia por sua segurança. Familiares e a própria vítima, em segredo, acionaram os órgãos competentes para relatar o ocorrido. Esses órgãos, por sua vez, imediatamente comunicaram a Polícia Civil e prestaram todo o apoio necessário à vítima.

Os policiais civis foram até o endereço da vítima, onde ela relatou os crimes que vinha sofrendo. O suspeito foi detido em flagrante. No momento, a família está recebendo todo o suporte necessário da Assistência Social de Santa Cruz, ao mesmo tempo em que trabalha na organização do retorno para a Bahia.

O suspeito foi encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

DESTAQUE

Polícia Civil cumpre mandado de busca e apreensão contra vereador na cidade de Pedro Avelino

Publicado

em

Policiais civis da 36ª Delegacia de Lajes (36ª DP) deram cumprimento a um mandado de busca e apreensão em desfavor de um homem, de 34 anos, sob investigação por estelionato. O mandado foi emitido pela Vara Única da Comarca de Lajes/RN, resultando na apreensão de diversos pertences na residência do suspeito, localizada no município de Pedro Avelino/RN.

As autoridades, após minuciosas diligências, se dirigiram à residência do suspeito, que também é vereador na cidade. Durante a operação, foram apreendidos diversos documentos de veículos e aparelhos celulares. Esses itens serão submetidos à perícia, a fim de contribuir com as investigações em andamento e novas operações que dela possam surgir.

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

DESTAQUE

Supremo decide que FGTS deve garantir correção pelo IPCA

Publicado

em

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (12) que as contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) não podem ser corrigidas somente pela Taxa Referencial (TR), taxa com valor próximo de zero. Com a decisão, as contas deverão garantir correção real conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), principal indicador da inflação no país. 

A nova forma de correção vale para novos depósitos a partir da decisão do Supremo e não será aplicada a valores retroativos. Após o julgamento, a assessoria de imprensa do STF esclareceu que a nova correção deverá ser aplicada ao saldo atual da contas a partir da publicação da ata de julgamento, que deve ocorrer nos próximos dias.

Pela deliberação dos ministros, fica mantido o atual cálculo que determina a correção com juros de 3% ao ano, o acréscimo de distribuição de lucros do fundo, além da correção pela TR. A soma deve garantir a correção pelo IPCA. 

Contudo, se o cálculo atual não alcançar o IPCA, caberá ao Conselho Curador do FGTS estabelecer a forma de compensação. O índice acumulado nos últimos 12 meses é de 3,90%.

A proposta de cálculo foi sugerida ao STF pela Advocacia-Geral da União(AGU), órgão que representa o governo federal, após conciliação com centrais sindicais durante a tramitação do processo. 

O caso começou a ser julgado pelo Supremo a partir de uma ação protocolada em 2014 pelo partido Solidariedade. A legenda sustenta que a correção pela TR, com rendimento próximo de zero, por ano, não remunera adequadamente os correntistas, perdendo para a inflação real.

Criado em 1966 para substituir a garantia de estabilidade no emprego, o fundo funciona como uma poupança compulsória e proteção financeira contra o desemprego. No caso de dispensa sem justa causa, o empregado recebe o saldo do FGTS, mais multa de 40% sobre o montante.

Após a entrada da ação no STF, leis começaram a vigorar, e as contas passaram a ser corrigidas com juros de 3% ao ano, o acréscimo de distribuição de lucros do fundo, além da correção pela TR. No entanto, a correção continuou abaixo da inflação. 

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

DESTAQUE

E tome obra! João XXIII ganha nova passagem molhada; Prefeitura vai inaugurar hoje

Publicado

em

Esta página é muito realista, e por isso a credibilidade de 12 anos, quem acessa sabe disso, e hoje nós vamos falar de uma realidade que Caicó vive: “a cidade é um canteiro de obras”, acreditem!

Todo santo dia tem inauguração de obra, e hoje não será diferente. O João XXIII será contemplado com uma passagem molhada para acesso dos moradores ao centro, pela Marinheiro Manoel Inácio.

CONVITE DO PREFEITO

Bom dia, Caicó!

Hoje tenho um convite especial para toda a população caicoense, em especial a população do meu bairro João XXIII.

Hoje, inauguraremos a passagem molhada da beira do rio barra nova, denominada Quinca da Carroça.

Um momento que marca um novo tempo para todos os cidadãos que precisam diariamente passar por esse local e que até um passado recente, casou tantos transtornos para nossa gente!

Mas a mudança chegou! E finalmente, nossa população está tendo a dignidade e respeito que merece!

Por isso, logo mais às 19h, aguardo todos vocês para esse momento de muita alegria, no bairro João XXIII! Até lá!

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

DESTAQUE

TCU aprova contas do Governo Lula em 2023, mas aponta distorções de R$ 23 bilhões

Publicado

em

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou com ressalvas, nesta quarta-feira (12), as contas de 2023 do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O relator foi o ministro Vital do Rêgo.

As ressalvas se devem a distorções de R$ 23 bilhões encontradas pelos técnicos do tribunal. Tratam-se, basicamente, de erros de metodologias de cálculos feitos pelo governo. Além disso, a auditoria apurou R$ 153 bilhões em limitações de escopo no ativo total. Neste caso, são valores que o TCU não conseguiu confirmar a qualidade do número apresentado. Na prática, isso acabou por impactar as demonstrações contábeis da União, segundo o tribunal.

O exame das contas é realizado anualmente pelo TCU. Geralmente, as contas são aprovadas com ressalvas, como ocorreu neste ano. A última vez que o tribunal recomendou a reprovação ocorreu em 2016 – referente ao exercício de 2015 –, durante a gestão de Dilma Rousseff (PT). Na ocasião, a decisão se baseou em 10 irregularidades identificadas pelo TCU, incluindo o atraso nos repasses aos bancos públicos, o que ficou conhecido como “pedaladas fiscais”.

Em seu voto, o ministro Vital do Rêgo apontou para a sobrecarga da Previdência no orçamento da União, destacando o elevando custo dos militares.

“Nenhum dos sistemas previdenciários tem sido capaz de prover a cobertura dos respectivos benefícios, mas desponta, nesse aspecto, o Sistema de Proteção dos Militares, cuja relação entre receitas e despesas, em 2023, foi de apenas 15%, tendo arrecadado R$ 9 bilhões em contraponto a uma despesa de R$ 59 bilhões. No caso do RPPS, a relação de cobertura foi próxima de 42%”, assinalou.

Mais incisivo ainda contra os privilégios das Forças Armadas, o ministro Walton Alencar criticou, em seu voto, a pensão vitalícia para filhas solteiras e a pensão por “morte ficta”, pago aos familiares do militar expulso da corporação. “Ou seja, comete um crime e institui a pensão para os familiares”, disparou o Alencar.

No relatório, Vital do Rêgo também alertou sobre a multiplicação dos benefícios fiscais no País. Em 2023, foram instituídas outras 32 desonerações tributárias, com impacto de R$ 68 bilhões na arrecadação no União. Como exemplo negativo, ele citou o caso da Ford, que fechou as fábricas no Brasil em 2021 depois de usufruir cerca de R$ 20 bilhões em incentivos fiscais, “sem que fosse demonstrada concretamente qualquer contrapartida”.

“A disparada da Dívida Pública Federal em 2023 revela o quanto pode ser um contrassenso que o Estado abra mão de receitas, mediante a concessão de novos benefícios tributários, ao mesmo tempo em que se endivida, pagando juros”, afirmou.

O relator destacou cinco desafios do País que devem ser objeto de atenção nos próximos anos:

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

DESTAQUE

Brasil empata com os Estados Unidos em último amistoso antes da Copa América

Publicado

em

O último amistoso do Brasil antes da Copa América terminou com um empate em 1 a 1 contra os Estados Unidos. No Camping World Stadium, Rodrygo marcou o gol da Seleção Brasileira, enquanto Pulisic marcou o tento dos americanos

Diferente da vitória contra o México, o treinador Dorival Jr. escalou a seleção com força máxima desde o início da partida. Lucas Paqueta, Raphinha, Vinícius Jr. e Rodrygo, que tinham sido poupados no último sábado, iniciaram o amistoso contra os americanos.

Essa foi a última partida preparatória do Brasil para a Copa América. A Canarinho estreia na competição contra a Costa Rica, no dia 24, em Los Angeles. Paraguai e Colômbia completam o grupo do Brasil.

CNN Brasil

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

DESTAQUE

Câmara aprova projeto que acelera tramitação de punições para deputados “brigões”

Publicado

em

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (12) a proposta do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que cria a suspensão cautelar de até seis meses de deputados que quebrem o decoro. Essa decisão caberia à Mesa Diretora, comandada justamente por Lira.

No texto da nova proposta, que teve o apoio de 400 parlamentares contra a recusa de 29 e uma abstenção, em até cinco dias após ocorrer uma transgressão do Código de Ética e Decoro, a Mesa Diretora oferece uma proposta de suspensão do congressista ao Conselho de Ética, que votará o caso em até três dias, sob prioridade extrema.

Caso o Conselho aprove, o deputado pode recorrer ao plenário da Câmara em sessão imediatamente subsequente em votação ostensiva. A Mesa também pode recorrer, caso decida por não suspender. No plenário, é preciso a maioria absoluta, isto é, que 257 deputados chancelem a decisão.

Se o Conselho não decidir, a matéria é automaticamente enviada ao plenário, que também precisará de maioria absoluta para aprovar a suspensão do mandato.

Deputados apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e do PSOL eram os principais críticos do primeiro texto, que teve a urgência aprovada nesta terça-feira, 11. Na proposição original, a Mesa já tinha o poder de suspender cautelarmente o mandato de um congressista, antes mesmo que a decisão fosse analisada no Conselho de Ética.

Os dois grupos acreditam que a nova medida empoderaria o presidente da Câmara ao passar a decisão de punir um congressista à Mesa Diretora. A Mesa é composta pelo próprio Lira, os dois vice-presidentes e os quatro secretários. O prazo máximo de suspensão é de seis meses.

A matéria entrou em discussão na Câmara após os sucessivos conflitos entre deputados. Em menos de um ano e meio, parlamentares já desferiram tapa, chute, empurrão e trocaram inúmeras provocações e ameaças.

“Não podemos mais continuar assistindo aos embates quase físicos que vêm ocorrendo na Casa e que desvirtuam o ambiente parlamentar, comprometem o seu caráter democrático e – principalmente – aviltam a imagem do Parlamento na sociedade brasileira”, disse Lira.

Esse era um tema já discutido por ele com líderes nos bastidores desde o ano passado. Ele já havia manifestado o descontentamento dele com os acordos pré-estabelecidos entre os partidos para assegurar que nenhum deputado com representação no Conselho de Ética fosse punido.

O próprio presidente do Conselho, Leur Lomanto Júnior (União-BA), falou sobre isso na votação da urgência, aprovada nesta terça-feira, 11. “Não adianta uma representação chegar e depois haver reuniões entre partidos A, B e C para fazer acordo político e salvar deputado”, afirmou.

Ele disse que o Parlamento vive um “grave momento”. “A que ponto estamos chegando. parlamentares se digladiando em comissões. Vai chegar ao ponto que daqui a pouco pode acontecer um crime, alguém atirar em algum parlamentar”, disse.

Hoje há quatro punições possíveis para quem violar o Código de Ética e Decoro da Câmara: censura verbal ou escrita, suspensão de prerrogativas regimentais em até seis meses, suspensão do mandato nesse mesmo período e a cassação do mandato.

Como mostrou o Estadão, a Câmara já foi palco de um assassinato, de troca de tiros e de ameaça de disparo.

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

DESTAQUE

PT de Mossoró pode decidir apoio a Lawrence em reunião que acontece sábado

Publicado

em

O Partido dos Trabalhadores (PT) de Mossoró-RN vai realizar uma plenária com a finalidade de discutir com quem irá ficar nas eleições municipais que se aproximam.

Por enquanto, a deputada Isolda Dantas é o nome do partido para a disputa, embora a reunião possa definir Lawrence Amorim para receber o apoio, incondicionalmente.

. Neste ano de 2024, o nome da deputada foi apontado pela Federação Brasil da Esperança para fazer uma nova disputa.

Como presidente municipal do partido, Isolda disse o seguinte: “Esse será um debate que faremos no sábado. Quem conhece nosso Partido sabe que nossas decisões são frutos de muitos diálogos internos. O PT tem instâncias partidárias e a decisão nunca é de uma pessoa só, é sempre resultado de um bom debate. Vamos ao debate!”

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

DESTAQUE

Real está entre moedas que mais perderam valor em 2024

Publicado

em

O agravamento das incertezas em relação à condução da política fiscal no país tem pressionado a moeda brasileira, que perde espaço para o dólar. O real estava até esta terça-feira (11) em sétimo lugar entre as moedas que mais desvalorizaram em relação à moeda americana, com queda de 9,5%.

Acima dele no ranking, vem países como o Japão, cuja moeda, que recuou 10,1% no mesmo período, vem atingindo mínimas em décadas, em meio a recente mudança de política monetária do país, que vem de anos com taxas negativas. Em quinto lugar, vem o peso argentino, com desvalorização de 10,5%.

O primeiro lugar do ranking elaborado pela Austin Rating ficou com a Nigéria, onde a naira caiu 42,8%.

Com menor desvalorização e, portanto, na frente do Brasil, estão: lira turca (-8,7%), peso mexicano (8,1%) e franco suíço (-6,8%).

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

DESTAQUE

De surpresa, PL deve ignorar Alexandre Cazuza e anunciar Derosse Mota como pré-candidato a prefeito de Caicó

Publicado

em

As surpresas na política não param de acontecer, especialmente em Caicó, onde o PL tem caminhado, mesmo que timidamente, fora de alianças com o prefeito Dr. Tadeu.

A direção local do partido quer anunciar ainda essa semana o nome do líder comunitário Derosse Mota, que é filho do saudoso Chico Mota, violeiro e repentista do Seridó.

Embora a tradição da família no envolvimento com a política, Mota jamais teve afinidade com o PL como Alexandre Cazuza tem, e apesar disso, o policial deve ser ignorado.

Cazuza tem apoio de General Girão, Sargento Gonçalves e Coronel Azevedo para ter o nome lançado na disputa à prefeitura, contudo Rogério Marinho é quem vai bater o martelo.

“Estou conversando com todos do PL, essa decisão é monocrática, podemos dizer, e não reflete a ideia do partido a nível de Estado. Também conversei com Rogério Marinho”, disse Cazuza.

Fonte: Blog Jair Sampaio

Continue lendo

Populares